terça-feira, 8 de novembro de 2011

CADEIA PARA OS VAGABUNDOS DA USP


  
Última postagem: AÇÃO PRÓ-CULTURA EM SC






CADEIA PARA OS VAGABUNDOS DA USP!


Os estudantes como todos já sabem foram ‘contidos’, encaminhados a uma delegacia, e lá, de dois em dois saíam dos ônibus e prestavam depoimento, em seguida eram conduzidos a uma cela de onde só sairão mediante ao pagamento de fiança fixado a princípio no valor de R$ 1.050,00. (atualmente um salário minímo, pago pelo Sindicato do Estudantes) Os estudantes estão sendo indiciados por dano ao patrimônio público, crime ambiental (devido as pixações) e desobediencia civil.

 No prédio da reitoria onde estiveram foram encontrados ainda sete bombas caseiras, seis caixas de foguete, garrafas de bebidas alcoólicas e pixações de frases contra a permanencia da PM no campus e contra o Reitor, além de vários desenhos pixados na parede de estudantes mascarados virando viaturas e jogando bombas em viaturas e similares.

 Os que ficaram nos ônibus aos berros, reclamavam por não poderem ir ao banheiro, dizendo que isso era tortura,  própria de uma ditadura pela qual afirmam serem “vítimas” agora além da Universidade do Estado também.

Para entendermos melhor essa história, ou pelo menos que fatos levaram a essa situação devemos voltar no tempo,  mais precisamente no dia 27 de outubro passado, três estudantes foram apanhados em flagrante fumando maconha dentro de um carro no patio da USP, os policiais militares pediram aos estudantes que os acompanhassem até a delegacia, esses concordaram prontamente, porém todos foram surpreendidos por dezenas de estudantes que queriam a todo custo impedir tal ação.

Houve confronto e os policiais usaram bombas de efeito moral, os estudantes afirmam que os policiais foram violentos e usaram os cacetetes,  gás pimenta e bombas de efeito moral , a PM diz que o confronto houve porque um carro onde estaria um delegado foi atacado, iniciando assim toda a confusão,  culminando com três policiais feridos e cinco carros danificados.

Nesse mesmo cenário meses atrás, em maio houve um protesto que com certeza contou com boa parte desses estudantes do protesto de agora,  porém no primeiro os estudantes protestavam por mais segurança no Campus, exigindo a presença mais ativa e em maior número da PM, agora querem exatamente o contrário!

Segundo um jovem estudante da USP que se apresenta como Leonardo, nos últimos meses, a universidade têm sido submetida a alguns eventos de provocação aos estudantes, seja por parte do impopular Reitor -que fechou bibliotecas no ano passado, na Faculdade de Direito, ou descontou salário de servidores que participaram de greve.

Rodas, o Reitor indicado por Serra - numa escolha em que ele foi o segundo colocado de uma lista de votação - se declara abertamente a favor da privatização da USP, mediante a cobrança de mensalidades, uso de catracas de acesso, polícia no campus e repressão aos movimentos sociais.

Houve diversos furtos no campus do Butantã, a polícia sempre esteve por lá, só depois da morte do estudante de Ciências Atuariais é que a universidade formalizou um convênio com a PM. Aliás, sobre a morte de um estudante negro na Praça do Relógio - campus do Butantã - pouco se falou sobre a omissão de socorro por parte da burocracia universitária.

Mas o caso do estudante de classe média que morreu assassinado chocou mais a imprensa capitalista, que aproveitou o episódio para trazer a polícia para dentro do campus.

Muitos dizem que a polícia no campus é uma desculpa para vigiar os movimentos estudantil e sindical dentro da universidade, logo, nada tem a ver com a prevenção de delitos, assim dizem, pois tudo continua da mesma forma, há estupros, roubos ou festas universitárias onde alguns playboys saem trebados ou chapados com seus carros importados.
Disso, a imprensa não escreve uma linha, só falam de drogas quando acontece na FFLCH, que é a escola da USP em que mais há estudantes pobres e trabalhadores. Por isso, há muito de falsa moralidade nessas discussões levantadas pela imprensa porcina.

O que aconteceu naquela  quinta-feira, a resistência dos alunos da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - FFLCH- foi o resultado de uma política de repressão aos estudantes...

Então sr. Leonardo e demais estudantes da USP e simpatizantes pelo que entendo, tudo se resume na política ofensiva usada pelo Reitor e na politica defensiva dos alunos, eles há muito descontentes, esperavam uma oportunidade de um protesto como esse, alegam eles que os policiais só agiram porque se tratava de alunos da FFLCH que concentra estudantes de baixa renda e que tradicionalmente é um centro de críticas aos governantes, que sempre trazem à tona as farsas das farisaicas políticas públicas que redundam na repressão a população pobre.

Sendo que casos de natureza semelhante e até piores são deixados de lado quando se trata dos mais endinheirados  do campus.

Aí eu pergunto:

Porque não fizeram um protesto contra essa desigualdade, porque quando ocorrem essas festas onde todos saem “trebados” dirigindo e infringindo todo o tipo de lei, não fazem um protesto para que se cumpram as leis?

Porque sabendo que os playboys ali se chapam, não fazem um protesto para a policia cumprir o seu dever e prendê-los?

Porque não fazem um protesto contra a discriminação social que dizem imperar no campus?

Porque não fazem um protesto quando ocorrem os roubos e estupros dentro do Campus e nada é feito e investigado?

Porquê não fazem um protesto a cada ato desses que a imprensa deixa de cobrir? Afinal assim com um protesto desses chamaria a atenção da imprensa!

Aí quando um policial no exercício de suas funções está a fazer cumprir a lei, no lado pobre da USP, eles protestam!

Mesmo que esse policial tivesse passado por estudantes fumando crack no lado rico e não tivesse feito nada,  e logo após isso, encontrasse estudantes no lado pobre fumando maconha e lhes desse voz de prisão, ainda assim, não deveria ser essa a forma de protesto para a situação!

Fumar maconha ainda é crime!

Quem comete um crime tem que responder por ele!

Quem tenta impedir o cumprimento da lei e o trabalho da polícia é o que?

Vão protestar pelo que se deixa de fazer em termos de cumprimento da lei e da justiça!

Uma turma de imbecis e baderneiros é o que são, querer comparar a situação atual de vocês com a época da ditadura é a declaração mais estapafúrdia e idiota que já ouvi.
Tem que ser muito imbecil e sem conhecimento da história para dizer uma merda dessas.

Sabe o que deviam fazer com esses imbecis?

Pegar um por um numa cela e “chegar o cacetete”, dar um pau nesses vagabundos baderneiros, já que eles querem posar de “vítimas de uma ditadura”.

Uns imbecis que tem uma causa, tem as armas e ferramentas adequadas para lutar por ela, no entanto enfiam os pés pelas mãos devido a enorme burrice que permeia suas mentes, bomba caseira, pixações, poderia chamá-los de bandidos!

 Ah se fosse um filho(a) meu, que estivesse no meio desses vagabundos anarquicos, eu deixava lá preso até por a mão na consciência e ver o tamanho da merda que fez, e ainda dizia pro delegado, pode chegar a borracha, realiza o sonho desse imbecil, ser “vítima da ditadura”  


15 comentários:

  1. Bom dia! Amigo parabéns pela postagem, olha estava fazendo uma justamente sobre o assunto, dai nem fiz mais, asua ficou excelente. Gostaria de publica no meu, claro com todos seus créditos. http://azsbox.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. O seu texto diz:

    "Pegar um por um numa cela e “chegar o cacetete”, dar um pau nesses vagabundos baderneiros, já que eles querem posar de “vítimas de uma ditadura”

    Já a sua bíblia diz:

    "Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;"

    Sempre soube que a fé cristã é um monte de contradições sem sentido. Mas será que você não podia dar uma disfarçadinha? Só pra não ficar tão chato, tão evidente a distância entre o que você prega e o que você realmente acredita?

    ResponderExcluir
  3. 1- descer o cacete tb é crime,
    2- sim há esses protestos nas universidades, informe-se.
    3- sou contra a invasão, mas foi desnecessária como foi a ação da PM na reintegração de pose. Pq prenderam os alunos nas moradias estudantil?
    4- sou contra a PM no campus.
    Tanta coisa para falar, mas já estou cansada de tocar no assunto.

    ResponderExcluir
  4. Olá Priscila...

    Sei que é "descer o cacete" também crime, assim como foram crimes os atos que os vagabundos citados cometeram desde o começo, mas para uns imbecis desses que estão em formação acadêmica devia de não ser, e além disso estaria realizando a vontade deles, serem "vítimas da ditadura".

    Quanto aos protestos digamos válidos, que supostamente fizeram, não tiveram a mesma vontade que tiveram nesse último, a repercussão do assunto está aí para quem queira ver...

    ResponderExcluir
  5. Olá WTon...

    Antes de fazer um comentário sobre minhas crenças e minha pessoa você nem leu o meu perfil!

    Eu cito nele que sou o pior dos pecadores, e não me comparo a Cristo , pois tenho dificuldades em dar a face para que outros batam!

    Ou seja eu "prego" exatamente o contrário do que você diz que eu prego!

    Agora quer saber, esse seria o procedimento correto, porém estou longe de chegar lá, mas estou buscando, com toda a minha miserabilidade, mas estou buscando.

    E a fé cristã não tem contradições sem sentido.

    Pessoas incautas e sem conhecimento do assunto é que julgam assim, movidos pelas atitudes de outros homens sem escrúpulos que a distorcem a seu bel prazer.

    Quanto a dar uma "disfarçadinha" se prá você hipocrisia é normal, para mim é algo abominável, eu falo o que penso mesmo que isso as vezes vá contra o que é creio ser certo, quando afirmo isso, não me contradigo, apenas exponho minhas opiniões confrontando-as com minhas convicções, busco assim me aperfeiçoar. Tenho ínumeros defeitos, porém a hipocrisia não está entre elas...

    Jesus com certeza faria diferente, apesar de os canalhas de hoje terem motivações diferentes dos da época D'Ele, porém eu não sou Jesus cara.

    ResponderExcluir
  6. Ah Priscila...

    Você pergunta porquê eles prenderam os alunos...

    Porquê eles cometeram crimes!

    E lugar de criminoso é na cadeia!

    Foram avisados que a justiça havia determinado a reintegração de posse e não saíram, queria o que?

    Que a PM e a justiça fizessem papel de palhaço?

    E foi um erro fatal do Sindicato pagar a fiança, tinha que deixar na cadeia esses vagabundos, com isso estão acobertando esses atos criminosos e dando margem para que esses mesmos e talvez outros vagabundos façam outras merdas por aí, sabendo que alguém vai pagar a conta, aliás quem pagou essa conta que o Sindicato pagou?

    ...

    ResponderExcluir
  7. Estudo em Universidade Federal no Rio de Janeiro mas sou de São Paulo (39 anos de capital) e conheço bem a USP.

    Baseado em seus critérios de comentários, isso - apesar de respeitar seu direito democrático de falar o que quiser - é uma ASNÁLISE...

    Pergunto se você estudou em universidade pública para entender a diferença de demandas que o fato de um playboy em condições de pagar uma pública do nível da PUC, Mackenzie, FAAP, FGV & afins encontra. (se estudou, esqueceu...)

    Nas públicas meu querido, é luta constante, pois estamos lidando diretamente com o sistema corrompido imposto pelo "governo", que defende o sistema, legisla pelo sistema e dorme com o tal.

    Verbas para o ensino público são negadas, os professores são sub-valorizados, isso quando contratados, se luta por tudo, caso não se queira apenas dizer que tem um diplominha de faculdade...

    Deprimente seu ponto de vista... e a desculpa demagógica de dizer que não é perfeito é apenas uma desculpa esfarrapada. Eu também não sou, mas não lanço julgamento de causas apenas baseado no que A MÍDIA fala... Minha bússola é a Palavra de Deus e meu discernimento, que - Glória a Deus - não me deixa cair de cara em esparrelas do diabo (sim, ele)...

    João Carlos

    ResponderExcluir
  8. Por favor, aprove meu comentário tá?

    ResponderExcluir
  9. Antes que me esqueça: A foto do estudante colocada ao final do texto e que segura o cartaz define o tipo de estudante que você defente: Os "filhos de Bill Gates" que, por sua condição financeira, permite estar (me perdoem a redundância) 'cursando os cursos' que SOMENTE AQUELES que podem pagar a seus filhos escolas como "OS COLÉGIOS BANDEIRANTES DA VIDA" permitem o acesso em Universidades públicas. Sugiro que você pesquise no Google a luta dos estudantes universitários no Chile para entender um pouco...

    ResponderExcluir
  10. Errata: onde se lê "públicas", no contexto "pagar uma pública do nível da PUC, Mackenzie, FAAP, FGV & afins encontra. (se estudou, esqueceu...)" deve-se ler PARTICULAR...

    ResponderExcluir
  11. Moisés,

    Vou continuar nesse diálogo porque senti sinceridade de sua parte. Disposição para o diálogo.
    Eu tinha lido sua descrição no blog. Mas se você se define como alguém que não tem condições de seguir fielmente as regras de uma crença (que ótimo, neste caso), então não é bom falar como se estivesse do lado dela, não acha?

    Moisés, você não é nenhum pecador. Você tem dificuldade de "dar a outra face" porque você é simplesmente um ser humano. Até o mais pacato dos cidadãos é capaz de coisas horríveis quando provocado ao extremo. Você pode até ter um pavio curto mas se rotular "pecador" é algo muito triste. A religião começa a dominar as pessoas assim: logo de cara, na infância do sujeito ou no momento da "conversão" o faz aceitar que é "pecador". Que fé é essa que começa fazendo com que alguém se desmereça ao extremo? Nada de bom pode começar a partir disso. As pessoas podem fazer coisas horrorosas ou lindas. Isso vai depender de vários fatores. Mas ninguém é, por definição, mal, pecador.

    Eu já estive na mesma busca que você diz estar. E, cara, vivi 23 anos numa igreja evangélica, li a Bíblia toda dezenas de vezes, perdi a conta do número de vezes que jejuei e orei por dias seguidos (anonimamente, como manda "a palavra"), fiz o que a bíblia pedia, até as coisas que não faziam sentido algum. Posso, então, dizer que tenho alguma experiência no assunto.
    Baseado nisso, te digo: as religiões, cristãs ou não (e por favor não use o bordão que é jesus que importa e não as religiões porque isso é só uma figura de linguagem) só tratam o ser humano como lixo e por isso mesmo acabam sendo usadas por pessoas sem escrúpulos para dominarem outras.
    Cai fora disso, cara. Não é demérito nenhum reconhecer que você se equivocou e tentar outra coisa pra te fazer se encontrar contigo mesmo.

    Olha, tem até uma "anti" bíblia rolando na net que mostra, versículo por versículo, todas as contradições bíblicas. Hoje em dia a minha favorita é "como deus pode ter pedido ao povo hebreu que guerreasse com os inimigos e os matassem a todos, homens, mulheres, crianças, animais MAS separando as virgens para sim?"
    Há centenas de questões assim, absurdas. Por favor, verifique isso com cuidado e você verá que não há como defender esse tipo de coisa.

    Olha, a disfarçadinha que eu disse é noutro sentido. A mídia maldita só mostra dessa ocupação o que quer. Tem um monte de coisa rolando e eles só mostram o que interessa a eles. Mas às vezes eles até entrevistam um estudante pra dizer que estão ouvindo os dois lados (claro que editam tudo e o mostram como um playboy mimado). É nesse sentido que eu falei.

    Bom, caso esse jesus que você cita realmente tenha existido e caso ele tenha dito o que está na bíblia e caso seja possível aplicar ao que está rolando, acho que ele simplesmente diria: não julgueis para que não sejais julgados. Mas, cara, taí um mandamento bíblico que nunca, jamais, em nenhum momento do tempo que eu fiquei na igreja eu vi ser cumprido.

    Seja feliz porque matéria prima pra isso todos nós já temos: somos seres humanos.

    ResponderExcluir
  12. Olá João Carlos...

    Desnessário o pedido para publicar seu comentário, posto não ser anônimo e ser respeitoso no uso das palavras.

    Quanto a minha opinião ser baseada em conhecimento empírico, saiba que sim(com bolsa de estudos, diga-se de passagem) e não esqueci não, o que não entendo é o que isso tem a ver com o fato de esses alunos ou vagabundos como prefiro dizer, fizerem o que fizeram.

    Ser pobre, estar numa luta constante, lidando diretamente com o sistema corrompido imposto pelo governo, com verbas negadas, professores subvalorizados então autoriza o cidadão a agir contra a lei e a ordem?

    O que está em cheque é a atitude criminosa desses cidadãos que alegam ser vítimas, podem ser vítimas no contexto inteiro de suas vidas, mas no caso presente não o são, isso é fato, fizeram papel de vagabundos, os caras tinha coquetéis molotov...

    O contexto de vida dessas pessoas não importa meu amigo, é deprimente o seu ponto de vista querer justificar as ações criminosas desses vagabundos com uma história triste e sofrida.

    As favelas estão cheias dessas histórias, mas sempre aparece pessoas dizendo que há uma escolha, se torna vagabundo quem quer...

    Eles pelo seu contexto de vida teriam que dar o exemplo, mas sua imbecilidade era maior que sua inteligência, infelizmente...

    E respondia ao WTon sobre o que pregava enquanto ele dizia que eu pregava outra coisa, não há demagogia nisso, quanto ao lançar julgamentos você acaba de me chamar de demagogo, sem me conhecer...

    Mas quanto a isso não o reprovo, pois prefiro que você me diga o que pensa a fantasiar algo que no mínimo não ofenda.

    Eu digo o que penso, pois sei que, se errar, vou ter peito para assumir esse erro e mudar de opinião se for preciso, e não raras vezes isso aconteceu, talvez um dia eu até mude de opinião sobre o assunto que estamos debatendo! Não vejo problemas nisso, minha mente está aberta...

    Mas hoje meu Brother... Hoje não tem como, querer justificar os atos desses pilantras beira ao analfabetismo moral...

    E cara eu to defendendo os estudantes da outra ponta da corda, de onde você tirou essa idéia?

    Onde está implícito essa afirmação?

    Ser contra alguém então é apoiar outrem?

    Estou a favor da justiça que estava sendo impedida de ser feita e a favor da ação da PM.

    Não quero defender estudante nenhum nessa situação, para mim os que figuram no momento são esses vagabundos, os demais por mim não foram convocados para o post, portanto dispenso sua indicação de pesquisa de estudantes universitarios no Chile e derivados, pois como disse não há contexto de vida que justifique atos criminosos, isso é "usar de demagogia"...

    Ah e o "não me deixa cair de cara em esparrelas do diabo (sim, ele)..." deixa a entender muitas interpretações, não tenha medo de falar, seja claro ao querer dizer algo...


    Quanto ao seu pedido de cancelamento do envio de email com as postagens já está feito, só lamento o fato de você não querer ter o mínimo de contato com opiniões que sejam contrárias a sua, afinal, a menos que você esteja sempre certo, jamais saberá quando estiver errado...

    ResponderExcluir
  13. Ah João Carlos,

    "O que está em cheque" é ... quiz dizer o que está em xeque rsrsrs.

    E vou continuar lendo o Pr. João e a Igreja Invisível e continuarei recomendando nos Blogs que eu sempre leio, pois apesar das divergências o considero uma pessoa de uma mente interessante, foi um dos primeiros na blogosfera que achei interessante...

    ResponderExcluir
  14. Wton
    Cara você não imagina como eu curto um diálogo, o debate e conhecer opiniões de pessoas com mentes interessantes mesmo que sejam totalmente opostas ao que penso, é assim que eu cresço aprendendo com os outros, em conversas assim interessantes que alguns pontos de vista para quem está interessado em ouvir também e não só falar (há muitos assim) que se aprende muita coisa. Mas penso que concerteza você sabe disso.

    Eu não sigo crença nenhuma, claro que só com uma leitura mais aprofundada dos posts para que você tivesse percebido isso, posto que o espaço no perfil é insuficiente.

    Após muitos anos de leituras Marxistas e similares, e também ter flertado com o Misticismo Oriental Esoterico, mais especificamente de Lobsang Rampa, eu encontrei é verdade numa igreja a Bíblia, eu era ateu convicto, sem no entanto conhecer profundamente o que mais combatia, ou seja a fé cristã.

    Cara você disse que foi religioso ou viveu numa igreja evangélica por 23 anos, cara isso é muito tempo! Eu só consegui ficar 11 anos, e em se tratando de religião eu voltei a ser marxista:

    A Religião é o ópio do povo...

    A fé que as 99% das igrejas professam é baseada em fundamentos tradicionalistas , que mesmo que com o tempo ao perceberem que a Bíblia é contrária à suas tradições, preferem manter as tradições a admitirem que estavam erradas.

    Estudei Hebraico, adquiri a Torah, tudo para entender a Bíblia no original e não como os homens a transmitem (agora por motivos profissionais, meus estudos de Hebraico estão parados, provisoriamente) tenho também intenção de aprender o grego, embora aqui na região onde moro ainda não seja possível.

    Cara, tudo o que aprendi em estudos bíblicos e faculdade teológica, tenho reestudado, e em muita coisa achei distorções, o fato é que atualmente, eu acredito que deve-se sim frequentar um templo, todavia, eu precisaria de um com o mínimo de coerência doutrinária bíblica, e pelo menos aqui por perto em um raio de 200 Km não tem nenhuma!

    Há uns três anos eu estou sem frequentar templos, foi quando resolvi fazer esse blog, para denunciar as neuroses da igreja e expor minha opinião sobre assuntos relacionados a ela e a Bíblia.
    Atualmente me rotulo pecador sim, mas não no sentido de ser menos que os outros, e sim no sentido de não ser um super-santo, como a maioria dos crentes/cristãos se consideram.
    Tive experiências de jejum e oração, como você diz anonimamente e no começo farisaicamente (rsrsrs), mas é como você diz estou nessa busca, e aprecio os momentos de oração e meditação, não tenho mais mentores humanos, e ao contrário do que dizem isso parece ter me aproximado mais do Criador, fato é que preciso ir até o fim nessa busca!

    Sigo e acompanho blogs ateus e por lá encontro leituras mais interessantes que em muitos blogs de cunho evangélico, trato a todos como iguais, embora as vezes concorde com um e discorde do outro e vice-versa.

    Nos seus 23 anos de experiência religiosa, certamente rolou muita coisa para pensar e agir da forma atual, mas pelo que entendi, ou ao menos é o que parece, foram as causas comportamento-religioso das pessoas e desilusão com a Bíblia em si.
    Já no meu caso, somente o comportamento-religioso seja pelas atitudes da massa (de manobra) ou da liderança que é fraca, maliciosa e covarde entre outros adjetivos que não convém descrever aqui, mas minha paixão pelo estudo da Palavra não diminuiu em nada.

    Então esse amor só cresce, mas vou sim dar uma olhada nessa anti-bíblia, pena que não deixou um link, mas vou procurar...

    Abraço e volte sempre que quiser.

    ResponderExcluir

Irmão (ã), mano (a), leitor (a)!!!

Traga uma palavra para nós, se fosse uma tribuna e um púlpito aposto que você traria!?

Se não tiver um blog, pode usar a sua conta do google, a mesma usada para acessar o orkut, até sua foto vai aparecer e ficaremos te conhecendo ok, no mais.
Nem sempre os posts aqui são de minha autoria e refletem a minha opinião, de qualquer forma pode e deve deixar a sua;

Comente a vontade, mas não a primeira coisa que vier à mente, seja corente faça primeiro uma análise imparcial do texto. Faça uma análise e não uma "asnálise*".

Dicionário Liberdade em Cristo:
O Asterisco*

Asnalisar = Provém de “Asnálise”, que acontece quando ao se deparar com um texto que é contrário a nossa opinião, se lê e asnaliza mal e porcamente, contextualizando a leitura sem exegese bíblica apurada e imediatamente apelando para versículos isolados e que somente afirmam o que pelo tal leitor já é conhecido como doutrina sendo um grande e exaustivo exemplo o:
Não se toca no “ungido de Deus” Então se faz uma “asnálise” uma análise com a mentalidade de um asno...

Boa análise! Ou asnálise? Você é quem sabe...

Ah mais uma coisa não mais publicarei comentários de anônimos, querendo que sua crítica (99% dos anônimos, criticam e sugerem)seja publicada, não se esconda atrás do anonimato,como já disse use sua conta do orkut (google), afinal quem não tem uma hoje em dia, mas caso não tenha, coloque seu nome e sobrenome, mas comente e faça este velho blogueiro feliz...